O que é ética?


A palavra ética, tão falada hoje em dia, surgiu na Grécia e deriva da palavra ethos, que significa o conjunto de costumes, hábitos e valores de uma determinada sociedade ou cultura. Os romanos traduziram ethos por mos, moris, dos quais provém moralis, que deu origem à nossa palavra moral. 

Atualmente, quando pensamos em ética, geralmente pensamos na reflexão sobre os valores que adotamos, a motivação das nossas ações e a maneira pela qual tomamos decisões e assumimos responsabilidades em nossa vida. Por isso, vemos um grande número de profissões que têm seus códigos de ética, que orientam o que é ou não permitido àquele profissional fazer. 

Essa noção do que é permitido ou proibido nos leva a uma noção importante da ética que é a do dever. Ainda que sejamos livres, não podemos agir apenas motivados por desejos e impulsos, como os animais fazem. Como seres racionais, ponderamos que essa liberdade deve ser, de algum modo, restringida para que possamos viver em comunidade. Nesse sentido, o ser humano pode agir de diversas maneiras, mas deve agir eticamente. 

Três aspectos da ética

1. Ética em sentido básico - nesse aspecto a ética se refere à acepção originária do termo ethos, que designa o conjunto de costumes, hábitos e práticas de um povo. Desse modo, podemos dizer que todo povo tem sua ética, isto é, os costumes e práticas que o definem, ainda que muitas vezes de modo informal.  Sob esse ponto de vista, os valores éticos não são universais, uma vez que variam de acordo com o ponto de vista histórico e as circunstâncias específicas de um determinado povo em dado momento. Podemos citar como exemplos disso os sacrifícios humanos e a escravidão que outrora eram aceitos e hoje são condenados e nos causam horror.

2. Ética como sistema prescritivo ou normativo - a ética é entendida aqui como um conjunto de preceitos ou regras que estabelecem e justificam direitos e deveres. Como exemplos temos as éticas religiosas (cristã, budista, islâmica, etc.) e as éticas profissionais, como a dos médicos. 

3. Ética em sentido reflexivo ou filosófico - diz respeito às teorias ou concepções filosóficas da ética, como a ética da responsabilidade, da virtude, o utilitarismo e outras. Propõe-se a examinar e discutir a natureza e os fundamentos dos sistemas e práticas, bem como os conceitos e valores que lhes pretendem dar fundamento. 

A ética na Filosofia


A ética é uma das áreas da Filosofia que mais desperta o interesse do público não-acadêmico. Isso se deve, principalmente, ao fato de que a ética, mais que outras áreas (como a lógica e a metafísica, por exemplo) aborda a nossa vida concreta. Muitas teorias éticas desenvolvidas por filósofos como Platão e Kant tiveram como ponto de partida o momento histórico que eles viveram. Assim, Platão em A República está fundamentalmente preocupado com o que considera a decadência política da democracia ateniense do século V a.C. Kant, por sua vez, preocupa-se explicitamente com as grandes mudanças pelas quais passa a sociedade européia do século XVIII e que culminaram na Revolução Francesa, em 1789. 

No entanto, se as obras desses filósofos do passado são importantes para nós ainda hoje é porque, além de pensarem o momento em que viveram, suas reflexões levantaram questões e levaram a propostas que têm um sentido e um valor universais, ou seja, que alcançam não apenas aquela situação específica, mas nos permitem tirar lições valiosas ainda hoje. Isso não quer dizer que devemos aceitar ou adotar as ideias de Platão, Kant ou qualquer outro filósofo, mas que importa acompanhar sua forma de argumentar, os questionamentos que lançaram, o modo como encaminharam a discussão dos problemas éticos. Assim, a reflexão filosófica deve nos tornar capazes de superar, em nosso pensamento, em nosso modo de refletir e decidir, na medida do possível, os condicionamentos e limites do contexto em que vivemos. Só assim podemos ter uma postura verdadeiramente crítica, que não seja apenas a repetição e a reprodução dos valores e padrões a que fomos habituados. 

Ao longo da História da Filosofia, diversas correntes éticas surgiram, como a ética das virtudes, a ética do dever, o utilitarismo, etc. Se você quer saber mais sobre isso, deixa um comentário aqui!

Dica de livro


O livro do Danilo Marcondes, além de ter uma excelente apresentação (na qual baseei este post), conta com uma breve introdução seguida de trechos dos textos originais de diversos filósofos que trataram da ética. 

MARCONDES, Danilo. Textos básicos de ética: de Platão a Foucault. 4 ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.