Alegoria da caverna: texto + exercícios com gabarito


2018 chegou com novidades!
O blog está sendo reformulado e, para começar, abrimos uma seção dedicada aos professores de Filosofia, com recursos para auxiliar nas aulas. 

Inaugurando a seção, trazemos o texto integral da tão conhecida Alegoria da Caverna, de Platão, com exercícios (questões discursivas, objetivas e uma proposta de redação) e gabarito! Se você for um estudante, também pode aproveitar o texto para revisar o conteúdo ou se preparar para o Enem e vestibulares.

A Alegoria da Caverna


A Alegoria da Caverna faz parte do livro A República, texto no qual Platão "cria" a cidade ideal. Nesse contexto, a Alegoria 

discute o processo pelo qual o ser humano pode passar da visão habitual que tem das coisas, 'a visão das sombras', unidirecional, condicionada pelos hábitos e preconceitos que adquire ao longo de sua vida, até a visão do Sol, que representa a possibilidade de alcançar o conhecimento da realidade em seu sentido mais elevado e compreendê-la em sua totalidade. A visão do Sol representa não só o alcance da Verdade e, portanto, do conhecimento em sua acepção mais completa, já que o Sol é 'a causa de tudo', mas também, como diz Sócrates na conclusão dessa passagem: 'Nos últimos limites do mundo inteligível aparece-me a ideia do Bem, que se percebe com dificuldade, mas que não se pode ver sem se concluir que ela é a causa de tudo o que há de reto e de belo... Acrescento que é preciso vê-la se se quer comportar-se com sabedoria, seja na vida privada, seja na vida pública.'
De acordo com esse texto, a possibilidade de um indivíduo tornar-se justo e virtuoso depende de um processo de transformação pelo qual deve passar. Assim, afasta-se das aparências, rompe com as cadeias de preconceitos e condicionamentos e adquire o verdadeiro conhecimento. Tal procedimento culmina com a visão da forma do Bem, representada pela metáfora do Sol. O sábio é aquele que atinge essa percepção. Para Platão, conhecer o Bem significa tornar-se virtuoso. Aquele que conhece a justiça não pode deixar de agir de modo justo.
(MARCONDES, Danilo. Textos básicos de Ética - de Platão a Foucault. 4 ed. 
Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.)

Download do arquivo

Você pode baixar em duas versões:

Versão editável (formato Word): Alegoria da Caverna.docx
Versão para imprimir (formato pdf): Alegoria da Caverna.pdf

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.